sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Onde fica a lealdade ou quanto vale a traição?

📷 Ex prefeito Deva

Texto enviado por Marcílio Torres

2018 ainda não começou, mas os ruídos das urnas já começaram a revelar quem é quem no jogo político da nossa Tuparetama. Ainda na ressaca de um pleito sangrento e apertado, o ex prefeito Deva Pessoa revela mais um traço da sua personalidade: a traição. Somado ao desequilíbrio, a falta de vocação técnica para gestão e a inquestionável inabilidade politica de agregar e ouvir. Ele se revela traidor.

Elementos que com certeza contribuíram e muito para a não reeleição da retórica vazia das mãos limpas e do pouco trabalho. Do muito ódio e da pouca transparência.

Ontem, em reunião pública o ex prefeito reuniu a bancada da oposição e seguidores para apresentar um novo candidato a Deputado Federal. Trata-se da síntese do fantasma da Direita em nosso Estado e um seguidor de práticas distantes do socialismo Arraesista pregado pelo grupo que fez da ciranda do candeeiro a trilha da derrota em 2016.

Sem adentrar no pouco mérito do novo ungido dos derrotados. Eis a principal indagação da noite de ontem. E Danilo Cabral?

Danilo foi muito mais que um Deputado para o grupo do ex prefeito. Da eleição em 2010 quando logrou 341 votos em nossa cidade até o último momento da traição foi um porta voz e facilitador dos pleitos coletivos e pessoais do ex prefeito. Pleitos que garantiram muito mais que a dimensão política do grupo que o acompanhava merecia. Passando pela eleição de 2012 - onde a crença de Danilo foi determinante quando nenhuma outra liderança de dimensão estadual acreditava - pela derrota municipal em 2014, quando o então prefeito Deva não o fez majoritário - até a última nomeação de Deva para a gerência regional do IPA - para não mencionar nomeações facilitadas de familiares e pessoas próximas no estado e em cidades da região metropolitana do Recife - Tudo com a digital de Danilo, que não poupou esforços para o mandato do ex gestor, empenhando esforço na chegada de sistema de abastecimentos, emendas para recuperação de praças, veículos, reforma do hospital, etc.

Certamente, ontem a população conheceu um Deputado Federal que não tem uma pedra de paralelepípedo para chamar de trabalho seu por nossa cidade.

Num gesto de traição coletiva e ambição pessoal o ex prefeito Deva revelou mais um pouco de quem se esconde por trás do discurso fácil e do jeito messiânico e demagogo que faz política.

Dando um passo a frente e se distanciando de quem o ajudou a construir tantos caminhos para os passos que os trouxeram até aqui. O grupo do ex prefeito demonstra além de incompetência, burrice, ungindo um candidato que não apresenta o mínimo de sintonia com a nossa região. Legitimado apenas pelo uso do dinheiro - no mais horrendo exemplo da péssima política.

Das duas as duas: ou faltou lealdade ao prefeito ou dinheiro ao Deputado Danilo - para alimentar a perene ambição de um grupo, que já não suficiente a soma de tantos traidores, agora ostenta mais um, o maior.

Enviado por Marcílio Torres